"Mesa de Estudos". Custo de aquisição e ágio na aquisição do investimento.

André Gonçalves de Freitas

André Gonçalves de Freitas

Apr 04, 20243 min read

0

"Mesa de Estudos". Custo de aquisição e ágio na aquisição do investimento.

No caso da entidade que encerrou suas atividades em Minas Gerais, é importante analisar os aspectos contábeis envolvidos nesse processo. De acordo com o Pronunciamento CPC 24, eventos subsequentes ao período contábil a que se referem as demonstrações contábeis devem ser considerados. Isso inclui a venda dos ativos da entidade para outra empresa do mesmo ramo.

Quando os ativos foram colocados à venda em 31/05/2017, a entidade iniciou o processo de determinar o valor de venda. Esse valor foi recebido em 31/08/2017, e é nesse momento que se deve contabilizar o passivo de acordo com o Pronunciamento CPC 24.

É importante ressaltar que nem todos os eventos subsequentes geram ajustes nas demonstrações contábeis. No caso da venda dos ativos, esse evento não gerou ajustes, pois o valor de venda foi recebido após o encerramento do período contábil.

No entanto, é necessário considerar outros aspectos contábeis relacionados à venda dos ativos. Um desses aspectos é o custo de aquisição do investimento. Ao adquirir os ativos da entidade que encerrou suas atividades, a empresa compradora deve contabilizar o valor pago como um investimento.

Além disso, é comum que a empresa compradora pague um valor acima do valor justo dos ativos adquiridos. Esse valor adicional é chamado de ágio na aquisição do investimento. O ágio pode ocorrer quando a empresa compradora espera obter benefícios futuros com os ativos adquiridos, como aumento de receitas ou redução de custos.

O ágio na aquisição do investimento deve ser reconhecido no balanço patrimonial da empresa compradora como um ativo intangível. Esse ativo deve ser avaliado periodicamente para verificar se ainda possui valor econômico. Caso contrário, deve ser ajustado ou amortizado de acordo com as normas contábeis.

Portanto, ao analisar o caso da entidade que encerrou suas atividades em Minas Gerais, é importante considerar o custo de aquisição e o ágio na aquisição do investimento. Esses aspectos contábeis são relevantes tanto para a entidade que encerrou suas atividades quanto para a empresa compradora.

Para concluir, aqui estão três conselhos práticos relacionados a esse caso:

  • 1. Esteja ciente das normas contábeis relevantes: É fundamental compreender as normas contábeis aplicáveis aos eventos subsequentes ao período contábil. Isso ajudará a garantir a correta contabilização dos eventos e evitar problemas futuros.
  • 2. Avalie cuidadosamente o valor de aquisição do investimento: Ao adquirir ativos de outra entidade, é essencial determinar adequadamente o valor de aquisição do investimento. Isso inclui considerar o valor justo dos ativos e possíveis ágios na aquisição.
  • 3. Monitore regularmente o valor do ágio: O ágio na aquisição do investimento deve ser avaliado periodicamente para verificar se ainda possui valor econômico. Isso ajudará a garantir a precisão das demonstrações contábeis e evitar o reconhecimento de ativos intangíveis sem valor.

Ao seguir esses conselhos práticos, as entidades poderão lidar de forma adequada com eventos subsequentes e aspectos contábeis relacionados à aquisição de investimentos. Isso contribuirá para a transparência e confiabilidade das demonstrações contábeis.

Want to hatch new ideas?

Glasp AI allows you to hatch new ideas based on your curated content. Let's curate and create with Glasp AI :)